domingo, 10 de abril de 2016

E hoje começo a ler…



1. "Sapho", de Alphonse Daudet. Segundo António Lobo Antunes, que prefacia esta edição traduzida, "Este romance, a mais bela história de amor que já li, é tecnicamente um livro dificílimo de escrever."


2. A propósito de António Lobo Antunes, ontem estava a ler numa Visão já antiga uma entrevista conjunta muito interessante a este escritor e ao Gonçalo M. Tavares. Vejam, por exemplo, este excerto:


3. A vida é tão complicada às vezes (ou sempre). Um bom livro que nos prenda é um óptimo analgésico (e sem contraindicações), não?

7 comentários:

  1. Os livros são a leitura para quem gosta ...
    De amar, de viajar, sem rumo, sem caminho
    Um aventura sem compromisso que mergulhe
    De cabeça na imaginação... "experimente"
    Terá uma aventura única, como poucas
    Pessoas terão em encontrar a paz de viver
    Num mundo imaginário onde os dois mundos
    Se juntam e convivem juntos em harmonia
    Ler traz-nos a felicidade de viver e saber viver
    Um amor, uma paixão, um desejo,um sonho
    Uma personagem real ou imaginaria sem vertigens
    Sem surpresas ou talvez tenhamos pela frente
    Se formos capazes de amar, de sentir, de imaginar
    De viver inteiramente como seres humanos que somos
    Se pensamos que já vivemos tudo, estamos enganados...
    começamos a viver quando perdoamos, amamos..
    renascemos sempre que lemos um livro maravilhoso..!

    Belo poster.... big bj

    ResponderEliminar
  2. Um bom livro é sem dúvida um bom escape das complicações do dia-a-dia :)

    ResponderEliminar
  3. Não conheço esse livro. Fico a aguardar a tua opinião :)

    ResponderEliminar